nasce um livro-caderno

Nasceu quinta-feira, como hoje, o primeiro. Primeiro livro. Primeiro caderno. Vontade de escrever.

O primeiro livro-caderno, feito reuso: folha linha papelão. A cola branca. O dia 22. Lá em 2014. E era janeiro, fevereiro, março, abril, maio: 22/05/2014.

Encadernar foi decisão, do dia de antes. A vontade da produção. O desejo toma conta. As artes nas mãos de viver daquilo que produzia, de poder escolher e criar. Assim, na manhã do dia 22 saí pra comprar materiais: a primeira base de corte A4, régua, agulhas e uma espátula de pintura que se passou por dobradeira. Sem agulhão, os furos feitos direto na agulha. Refilar, apenas sufoco torto. Treinos. Fiz tudo a partir de algum VídeoTube. A técnica apenas técnica. Sem cultura da técnica. Não imaginava aonde aquele livro nº 0 me levaria.

primeiro-livro entre janelas livros
22/05/2014 – Anotação feita sobre a produção do primeiro livro

Tudo registrado no livro anterior, comprado em loja para guardar ideias. O livro com pautas e eu que por querer #AlémDasPautas, precisei aprender a fazer outros.

E agora não o tenho mais. nº 0 foi presente. Ganhou seu rumo e fez meu rumo. Depois de feito, foi desfeito e refeito. Nova capa, nova lombada. Ainda assim, no mesmo movimento: reuso. Papel kraft, papel de embrulho. Presentes em novos presentes.

 

nº 0 entre janelas livros
nº 0 – já repaginado – o primeiro fruto das encadernações

Tudo seguiu nestes passos: nº 0, mínimo diário, nº 1 e nº 2, A menina e a árvore, Costurando contos narrados, Oficina de encadernação, Memórias Pontuais, Narração de histórias, Fiar a escrita, Entre Janelas. Um caminho-labirinto que dentro de cada experiência levou a outro. Em cada costura um novo movimento de ideia e corpo. Um novo novo a cada corpo-livro costurado e dado ao mundo.

“O que se registra ganha vida!” – registro feito assim em livro antigo.

O livro livra. O livro dá forma. O livro é forma do corpo humano. O livro é um elemento matéria. No livro matéria, a gente registra, brinca, inventa participa da criação do elemento espírito-ideia. Livremos.

Salvar

Salvar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s