entre janelas espaço vazios

espaço vazio

hoje folheei cadernos antigos. livros de 2005 2015 2012 dois mils. lembranças letras pautas espirais folhas brancas. modos antigos de habitar a escrita. e observar esses livros me fez ver a mudança do ser. em cada momento uma letra, uma material – lápis, canetas, lápis de cor, desenhos, riscos, caligrafia. formas diversas para expressar as forças de cada momento.

livros têm esse mistério de fazerem o passado permanecer

um fato me chamou a atenção em todos. as folhas deixadas. espaços vazios. folhas não usadas, puladas, saltadas, esquecidas. os vazios daqueles tempos. hoje retorno a escrever neste espaço. espaço que deixei em branco por alguns meses e é estranho perceber. talvez não dê para notar esses espaço vazios. os dias pulados. os espaços guardados para outros momentos. a tarefa inacabada que exige um espaço para o futuro. o livro tem suas exigências, regras comportamentos. ele olha e diz: pode pular e voltar, mas sempre é um risco vai que não dê. eu sempre acabo por pular espaços a mais.

retorno a este espaço. e deixo como imagem lembrança. que aqui pulei páginas. várias deixadas em branco.

entre janelas espaço vazios

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s